São Gonçalo inicia vacinação contra covid-19 em crianças de 11 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

A Secretaria de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo começa a vacinar, nesta terça-feira (25), as crianças com 11 anos sem comorbidades. As crianças com comorbidades entre 5 e 10 anos podem continuar se vacinando. A vacina também está sendo aplicada no fim do expediente em crianças de 5 a 10 anos que moram com pessoas que têm alto risco para a covid-19, quando há frasco aberto. Neste caso, os responsáveis devem chegar uma hora antes do encerramento das atividades da unidade. Ao todo são 34 postos e clínicas. Os jovens e adultos continuam com as vacinas disponíveis em outros 10 pontos de vacinação. 

Para as crianças de 5 a 10 anos, a vacinação está liberada para aquelas que têm comorbidades, deficiência permanente, indígenas e quilombolas. Para os jovens de 12 a 17 anos estão liberadas a primeira e segunda doses. E para os gonçalenses com mais de 18 anos, as duas doses e a de reforço. Os imunossuprimidos têm direito a quatro doses.   

É importante que os gonçalenses cheguem aos pontos de vacinação uma hora antes do término da aplicação da vacina para que o expediente termine no horário previsto. Seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), as crianças que vivem em lar com pessoas em alto risco para a evolução grave de Covid-19 também podem se vacinar no fim do expediente dos postos quando houver frasco de vacina aberto para não ter perda de dose. 

Para a vacinação das crianças com comorbidades ou deficiência permanente, os responsáveis devem apresentar laudo médico ou receita da criança. Os comprovantes devem ter, no máximo, um ano de expedição. Para os indígenas, deve-se apresentar a certidão de nascimento indígena emitida pelo órgão responsável. Para as crianças que moram com pessoas que têm alto risco para o covid-19, os laudos das pessoas envolvidas. Para as crianças sem comorbidades, basta levar certidão de nascimento ou identidade, cartão do SUS ou CPF e caderneta de vacinação.

Os pais que não tiverem como levar os filhos para a vacinação, devem fazer documento por escrito (pai ou mãe) para qualquer pessoa com mais de 18 anos levar a criança até o ponto de vacinação. Neste caso, o genitor que assinar a declaração também deve entregar um documento de identidade com foto para o responsável provar a autenticidade do consentimento. Os pais também devem prestar atenção no intervalo de vacinas. Caso a criança tenha tomado alguma outra vacina, deve-se esperar 15 dias para a vacinação contra o coronavírus.

Acamados – Para as crianças entre 5 e 11 anos acamadas, os responsáveis devem enviar email para: vacina.acamados.sg@gmail.com para solicitar a vacinação em casa com as seguintes informações: nome, endereço, comorbidade ou deficiência permanente, motivo de ser acabado, idade e telefone para contato. 

Jovens e adultos – A Secretaria continua vacinando contra o coronavírus todos os gonçalenses com mais de 12 anos. A segunda dose pode ser aplicada com intervalo de 21 dias. E a dose de reforço é aplicada naqueles que têm mais de 18 anos e quatro meses de intervalo da segunda dose. O imunizante da Janssen é para os gonçalenses com mais de 18 anos e que têm intervalo de mais de dois meses da dose única. A dose adicional dos imunossuprimidos é aplicada naqueles que têm mais de 28 dias de intervalo da segunda dose. E a dose de reforço para os que já tomaram a dose adicional há mais de quatro meses.

Para a aplicação da primeira dose, as pessoas com mais de 18 anos precisam levar carteira de vacinação e cartão do SUS ou CPF. Os menores de 18 anos devem apresentar caderneta de vacinação, cartão do SUS ou CPF, identidade e ir acompanhado de uma pessoa responsável com mais de 18 anos. 

Para a segunda dose, é obrigatório apresentar documento de identidade e o comprovante de vacinação da primeira dose. Para a dose de reforço é necessário levar identidade e comprovante de segunda dose. Para a dose adicional e de reforço dos imunossuprimidos, o comprovante da segunda dose aplicada/dose adicional, identidade e o comprovante/laudo da doença imunossupressora, respectivamente. 

Balanço – Desde o início da campanha, a cidade vacinou 745.907 pessoas com a primeira dose ou dose única. Destas, 22.255 receberam a vacina da Janssen. Ao todo, 642.812 pessoas foram imunizadas com a segunda dose. Com a dose de reforço estão vacinadas 214.304 pessoas. 

Locais de vacinação para crianças de 5 a 11 anos de segunda a sexta, das 8h às 17h

Clínica da Criança, Zé Garoto

Posto de Saúde Roberth Koch, Porto da Madama

Posto de Saúde Madre Thereza de Calcutá, Estrela do Norte

Posto de Saúde Wally Figueira da Silva, Rocha

Posto de Saúde Ana Neri, Gradim

Posto de Saúde Jardel do Amaral, Venda da Cruz

Posto de Saúde Armando Leão, Morro do Castro

Posto de Saúde Santa Izabel, Santa Izabel

Posto de Saúde Josyandra de Moura Mesquita, Colubandê

Posto de Saúde Adolfo Lutz, Pacheco

Posto de Saúde de Vila Candoza

Posto de Saúde Carlos Chagas, Fazenda dos Mineiros

Posto de Saúde de Quinta Dom Ricardo

Posto de Saúde de Itaúna

Posto de Saúde Emílio Ribas, Sacramento

Posto de Saúde de Santa Luzia

Posto de Saúde do Portão do Rosa

Posto de Saúde do Jardim Catarina

Posto de Saúde do Mutuá

Posto de Saúde Agenor José da Silva, Jardim Catarina

Posto de Saúde Luiz Paulo Guimarães, Lagoinha

Posto de Saúde Louis Pasteur, Guaxindiba

Posto de Saúde Roberto Silveira, Bom Retiro

Posto de Saúde Ary Teixeira, Marambaia

Posto de Saúde Aníbal Porto, Monjolos

Posto de Saúde do Bandeirantes

Posto de Saúde Barbosa Lima Sobrinho, Porto da Pedra

Posto de Saúde de Almerinda

Posto de Saúde Juarez Antunes, Laranjal

Posto de Saúde Doutel de Andrade, Maria Paula

Posto de Saúde Floriano Barbosa, Jardim Catarina

Locais de vacinação para crianças de 5 a 11 anos de segunda a sexta, das 8h às 19h

Clínica Municipal Gonçalense do Mutondo

Clínica Municipal Gonçalense Dr. Zerbini, Arsenal

Posto de Saúde Tancredo Neves, Luiz Caçador

Locais de vacinação para jovens e adultos de segunda a sexta, das 8h às 17h

 – Polo Sanitário Dr. Washington Luiz, Zé Garoto     

– Polo Sanitário Dr. Hélio Cruz, Alcântara  

– Polo Sanitário Augusto Sena, Rio do Ouro  

– Polo Sanitário Paulo Marques Rangel, Portão do Rosa 

– Polo Sanitário Jorge Teixeira de Lima, Jardim Catarina 

– PAM Coelho 

– PAM Neves

– Clínica Municipal do Barro Vermelho 

– USF Bandeirantes

– USF Vista Alegre

Locais de vacinação aos sábados para crianças, jovens e adultos, das 8h às 12h

– Clínica da Família Dr. Zerbini, Arsenal

– Clínica Gonçalense do Mutondo

[ad_2]

Fonte: O São Gonçalo