Patrocinadora de Djokovic, Hublot diz que vacinação é escolha pessoal

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Por Silke Koltrowitz

ZURIQUE (Reuters) – A fabricante de relógios Hublot, patrocinadora de Novak Djokovic, acredita que se vacinar é uma escolha pessoal, afirmou o grupo suíço à Reuters em seu primeiro comentário desde que o líder do ranking do tênis masculino foi expulso da Austrália este mês.

O jogador sérvio, que não está vacinado contra Covid-19, foi deportado em 16 de janeiro, antes do começo do Aberto da Austrália, após um tribunal federal arquivar sua apelação para ficar no país e disputar o torneio.

O CEO da Hublot, Ricardo Guadalupe, afirmou que a marca, propriedade do conglomerado de luxo francês LVMH, estava esperando para ouvir de Djokovic sobre a sua experiência.

“Estamos esperando para ver qual será sua posição em relação a tudo que aconteceu”, disse ele em entrevista.

“O princípio das vacinas é que são algo privado. Nós valorizamos a liberdade pessoal. Todos podem decidir. Um pode ser a favor ou contra. Essa é nossa posição.”

A Hublot, patrocinadora de grandes figuras esportivas como Pelé, Kylian Mbappé e Usain Bolt, fechou com a “lenda viva” Djokovic no último mês de agosto. O jogador recebeu 30 milhões de dólares ano passado em acordos de patrocínio, segundo a Forbes.

Outra grande patrocinadora de Djokovic, a marca francesa de roupas Lacoste, disse semana passada que entraria em contato com ele para analisar os eventos na Austrália.

Outros patrocinadores de Djokovic incluem a fabricante de carros Peugeot, que se recusou a comentar o incidente, e o banco austríaco Raiffeisen Bank International.

(Reportagem adicional de Alexandra Schwarz-Goerlich em Viena)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0N0PJ-BASEIMAGE







[ad_2]

Fonte: Mix Vale