França vira sobre a Bélgica e enfrenta a Espanha na final da Liga das Nações 

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Mesmo saindo atrás, sofrendo gols de Carrasco e Romelu Lukaku, a seleção francesa voltou do intervalo com outra postura, virando com Benzema, Mbappé e Theo Hernández

EFE/EPA/Massimo Rana A França venceu a Bélgica por 3 a 2 na semifinal da Liga das Nações

A França conquistou um excelente resultado nesta quinta-feira, 7, ao vencer a Bélgica por 3 a 2, no Allianz Stadium, em Turim, em lindo jogo válido pela semifinal da Liga das Nações. Mesmo saindo atrás, sofrendo gols de Carrasco e Romelu Lukaku, a seleção francesa voltou do intervalo com outra postura, virando com Benzema, Mbappé e Theo Hernández. Agora, a atual campeã do mundo encara a Espanha, em final marcada para as 15h45 (de Brasília) do próximo domingo, 10. Mais cedo, às 10 horas (de Brasília), os belgas encaram a Itália na disputa pelo terceiro lugar.

O começo da partida no Allianz Stadium foi marcado por muito equilíbrio e poucas chances de gol. À exceção de um bom chute de Kevin De Bruyne, defendido com maestria por Hugo Lloris, pouca coisa aconteceu na primeira meia hora de jogo. A situação só foi mudar aos 36 minutos, quando Carrasco recebeu na esquerda, partiu para cima da marcação e bateu no canto, abrindo vantagem para os belgas. A partir daí, os “Diabos Vermelhos” passaram a sufocar os franceses, ampliando aos 40 minutos com um golaço de Romelu Lukaku. O centroavante recebeu de costas, girou sobre Lucas Hernández e bateu forte, estufando as redes mesmo sem ter muito ângulo.

Precisando mudar o panorama, a França retornou do intervalo com outra postura, sendo mais agressiva e se movimento bastante no ataque. Depois de muita pressão, com direto a gol perdido por Griezmann de maneira incrível, Benzema abriu o placar ao 16 minutos. O atacante recebeu de Mbappé, girou rápido e bateu de canhota, no canto de Courtois. Logo na sequência, aos 23 minutos, Tielemans cometeu falta em Griezmann dentro da área. Na cobrança, Mbappé arrematou no alto, sem chances de defesa para o goleiro. A partir daí, o confronto ficou aberto, com chances claras para os dois lados. Lukaku até chegou a marcar para a Bélgica, mas viu o VAR anular por impedimento. Já nos acréscimos, Theo Hernández recebeu dentro da área e bateu cruzado, sacramentando a remontada francesa em solo italiano.



[ad_2]

Fonte: Jovem Pan