Vocalista do Molejo fala das relações sexuais que já teve com outros homens

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Cantor também comentou sobre a acusação de estupro feita por MC Maylon no ano passado

Reprodução/YouTube/Tapa a CaraAnderson Leonardo, vocalista do Molejo, falou sobre suas preferências sexuais

O cantor Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, falou abertamente sobre as relações sexuais que já teve com outros homens no passado. Com senso de humor, ele contou como tudo começou. “Imagina, você nasce feinho, começa a ver os meninos mais bonitinhos, aí um cara mais velho vem e te dá um tênis, um negocinho, um lanchinho. Tinha uns cozinheiros que colocavam uns pratos melhores para mim. Eu tinha que empurrar pi** mesmo, acha que o prato vinha de graça? Mas isso é passado”, disse durante participação no canal do YouTube “Tapa a Cara”. O artista também comentou sobre a acusação de estupro que sofreu ano passado por um fã, Maycon Douglas Pinto do Nascimento Adão, conhecido artisticamente como MC Maylon

O fã de Anderson, que inclusive tem uma tatuagem do rosto do cantor no corpo, disse que era virgem e que tinha sido abusado sexualmente pelo artista. Na época, o vocalista do Molejo confirmou que teve relações sexuais com Maylon, mas negou que foi algo sem consentimento. “Fiquei triste porque era mentira, se fosse verdade, eu seria um monstro. A pessoa que faz isso com qualquer pessoa é um monstro. Agradeço a todos que me apoiaram”, disse emocionado. “O povo é muito inteligente, acho que é muito notório o que foi aquela situação, até porque quem passa pela situação que a pessoa disse que passou, não vai agir da forma como a pessoa estava agindo.” Sem rodeios, o cantor também disse que gosta de praticar sexo anal e que toda essa exposição ajudou no seu atual relacionamento. “Isso [tudo que aconteceu] foi bom porque agora estou com uma pessoa que está me dando uma moral legal e agora fazemos tudo certo. De vez em quando, ela fala: ‘Sei que gosta do negócio, então vem aqui. Não vai em outro lugar não’”.

 



[ad_2]

Fonte: Jovem Pan