‘Homem-Aranha’ termina segundo mês em primeiro lugar nas bilheterias norte-americanas | Cinema

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

“Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” termina o segundo mês em primeiro lugar nas bilheterias de final de semana nos Estados Unidos.

A aventura em quadrinhos estrelada por Tom Holland como o lançador de teias adolescente favorito da Marvel, estreou nos cinemas em dezembro e passou todos os fins de semana, exceto um, como o melhor filme nas bilheterias domésticas.

Agora em seu sétimo fim de semana de lançamento, “Sem Volta para Casa” novamente garantiu o primeiro lugar entre os remanescentes, incluindo “Pânico 5” e “Sing 2”, encerrando um janeiro particularmente tranquilo no cinema.

No fim de semana, a sequência de super-heróis da Sony arrecadou US$ 11 milhões em 3.675 salas de cinema norte-americanas, um declínio de 17% em relação ao lançamento anterior. Essas vendas de ingressos colocaram as últimas façanhas do “Homem-Aranha” em US$ 735 milhões nas bilheterias, mantendo sua posição como o quarto lançamento doméstico de maior bilheteria da história.

Atualmente, “Sem Volta para Casa” está a apenas US$ 25 milhões de destituir “Avatar” (US$ 760 milhões) como o terceiro maior filme de todos os tempos (em valores não ajustados pela inflação). Para qualquer outro lançamento da era da pandemia, adicionar outros US$ 25 milhões em vendas de ingressos seria uma barreira alta – se não intransponível – a ser superada, já que o filme está disponível nos cinemas há quase dois meses.

Parecia improvável que “Homem-Aranha” fosse capaz de atingir essas alturas nas bilheterias. Mas, como as últimas semanas demonstraram, o longa não é um filme comum.

“Como o filme continua seu domínio e alcançou vários recordes de bilheteria, é uma aposta muito segura que ‘Sem Volta para Casa’ tem mais um marco a conquistar – e que está superando a bilheteria norte-americana de ‘Avatar’ para se tornar o terceiro filme de maior bilheteria de todos os tempos”, prevê Paul Dergarabedian, analista sênior de mídia da Comscore.

Conseguir os primeiros e segundos lugares na América do Norte, “Vingadores: Ultimato” (US$ 858 milhões) e “Star Wars: O Despertar da Força” (US$ 936 milhões), exigiria nada menos que um milagre. Mas, o terceiro lugar não é tão ruim considerando o estado do mundo.

Sem novos lançamentos nacionais, “Pânico 5” mais uma vez ficou em segundo lugar nas paradas de bilheteria domésticas. O filme da Paramount Pictures arrecadou US$ 7,3 milhões em 3.518 salas entre sexta e domingo, marcando uma queda de 40% em relação ao fim de semana passado.

“Sing 2” da Universal chegou ao terceiro lugar com US$ 4,8 milhões de dólares em 3.450 salas de cinema. A sequência do musical de desenho animado, que estreou por volta do Natal, gerou US$ 134,5 milhões até o momento, tornando-se o filme de animação de maior bilheteria em tempos de pandemia.

Outro lançamento da Universal, o drama romântico baseado na fé “Redeeming Love”, garantiu o quarto lugar com US$ 1,85 milhão em 1.963 cinemas. Disney e “King’s Man: A origem” completaram os cinco primeiros, arrecadando US$ 1,8 milhão em 2.440 locais no fim de semana.

Depois de seis finais de semana nos cinemas, a prequel da série de comédia de ação “Kingsman” arrecadou moderados US$ 34 milhões na América do Norte e US$ 114,4 milhões em todo o mundo.

‘Homem-Aranha: Sem volta para casa’ ganha novo trailer; ASSISTA

[ad_2]

Fonte: Pop & Arte