Excesso de chuva gera perdas em lavouras milho em Minas Gerais | Globo Rural

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Na propriedade de Mauri Marra Queirós, no município de Presidente Olegário, por exemplo, o milho foi plantado mais cedo e as espigas estão bem granadas. Mas o temporal derrubou parte da plantação, que seria colhida daqui quase dois meses.

“A gente teve um volume de chuva superior a 4 vezes de janeiro do ano passado. O milho é uma planta muito sensível. Precisa de luz, precisa de temperatura. Nós ficamos umas duas semanas com muita nebulosidade, a temperatura mais amena e isso afetou muito o ciclo do milho e vai dar uma atrasada no período de condução dele”, diz o extensionista da Emater/MG, Eduardo Humberto Pereira.

Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima.

VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

[ad_2]

Fonte: G1