Um homem, acusado de feminicídio contra a ex-mulher, foi preso por policiais da DHPP (Delegacia de Homicídios) no início da noite desta quinta-feira (20), em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba. O crime aconteceu em Caçador, em Santa Catarina, no final de dezembro, mas o suspeito fugiu para o Paraná após ficar 10 dias escondido em uma região de mata, segundo ele contou à polícia em depoimento.

Homem acusado de matar a ex a pedradas é preso na RMC após ficar 10 dias escondido em matagal
Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Dioneide dos Santos foi morta com várias pedradas na cabeça, logo após a separação do casal. Segundo as investigações do caso, o suspeito marcou um encontro com a ex em uma pedreira e acabou executando ela no local.

O delegado da DHPP, Tito Barrichello, disse em entrevista à Banda B que a prisão aconteceu graças ao cruzamento de informações com o departamento de inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina.

“Recebemos a informação de que possivelmente esse criminoso estivesse aqui. Ele alega que a ex-mulher não tinha uma conduta ilibada, mas nada disso justifica tirar a vida de alguém. Quem não está satisfeito com o relacionamento deve procurar um novo ou pedir o divórcio”, afirmou o delegado.

O homem teria chego ao Estado vizinho de carona com um caminhoneiro. Ele deve ser transferido para Caçador nos próximos dias.