Prefeitura decreta estado de calamidade pública após temporal em Petrópolis, no RJ | Região Serrana

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Em seis horas, choveu mais do que o esperado para o mês inteiro. O índice de chuva chegou a 259 milímetros.

Boletim: Sobe para cinco o número de mortos após temporal em Petrópolis, Rio de Janeiro

Boletim: Sobe para cinco o número de mortos após temporal em Petrópolis, Rio de Janeiro

A Defesa Civil informou que encontrou os corpos de uma mulher e de um homem nas ruas Buarque de Macedo e Souza Franco, após a redução do nível da água. O Corpo de Bombeiros confirmou, oficialmente, cinco mortes.

De acordo com o município, equipes dos hospitais foram reforçadas para o atendimento de vítimas. Além da Defesa Civil, agentes da COMDEP, de Serviços, Segurança e Ordem Pública, de Obras e de demais áreas do governo seguem no suporte as 95 ocorrências, registradas até as 22h.

O Hospital Clínico de Corrêas está acolhendo todas as pessoas próximas à unidade. De acordo com a secretaria de Saúde, muitas pessoas já estão abrigados no local recebendo cobertores, roupas secas e alimentação. O município ainda não tem informação da quantidade de pessoas. Funcionários que saíam do turno voltaram e estão redobrando o trabalho para tentar diminuir o susto vivido pela população nesta terça-feira.

Chuva em Petrópolis — Foto: Arte/g1

Trechos antes inundados ou alagados por conta do volume elevado de chuva, que chegou a 260 milímetros em seis horas, começam a ser liberados, facilitando o acesso do socorro por parte dos órgãos competentes, como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

Por volta das 22h, o núcleo de chuva que atingiu o município nas últimas horas já se afastou da cidade, mas permanece a previsão de chuva que pode ter intensidade de fraca a moderada.

Das ocorrências atendidas, 80 são de deslizamentos, a maior parte registrada nas localidades do Quitandinha, Alto da Serra, Castelânea, Centro, Coronel Veiga, Duarte da Silveira, Floresta, Caxambu e Chácara Flora.

Houve alagamentos por diversos pontos da cidade, os 11 registrados pela Defesa Civil, foram das regiões do Alto da Serra, Corrêas, Centro e Mosela.

[ad_2]

Fonte: G1