Dupla é presa suspeita de realizar procedimento estético clandestino e provocar morte de mulher em Teresópolis, no RJ | Região Serrana

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Um homem e uma mulher foram presos na manhã desta terça-feira (15) em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, suspeitos de realizar um procedimento estético clandestino que causou a morte da veterinária Cintia Ponte da Silva, de 38 anos.

Contra os suspeitos, foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão. A ação foi realizada por policiais da 110ª DP (Teresópolis) e teve apoio do Ministério Público. Os presos são Deiverson Queiroz Baracho e Tatiana de Oliveira Pinheiro. Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia localizado a defesa dos suspeitos.

Segundo os agentes, no dia 25 de janeiro deste ano, a vítima foi submetida a um procedimento conhecido como bioplastia, em que foi aplicada uma substância conhecida como polimetilmetacrilato nos glúteos. Cíntia começou a passar mal e foi levada para um hospital por uma equipe do SAMU, onde foi internada em estado gravíssimo e morreu dias depois por embolia pulmonar.

No dia 28 de janeiro, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro divulgou uma nota de pesar pela morte de Cintia, que era veterinária.

Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro divulgou nota de pesar pela morte de Cintia no final de janeiro, em Teresópolis — Foto: Reprodução/Facebook

Após o caso, a equipe da 110ª DP levantou informações e descobriu um dos responsáveis pelo procedimento, que não é médico e não possui habilitação. Segundo a polícia, o responsável tem como costume divulgar seus procedimentos em redes sociais para atrair clientes.

Durante a investigação, os policiais constataram que outra vítima também realizou cirurgia semelhante há cerca de 11 anos e que até hoje tem sequelas graves.

Homem tinha como costume divulgar seus procedimentos em redes sociais para atrair clientes em Teresópolis — Foto: Reprodução/Redes sociais

A delegacia solicitou à Justiça mandados de prisão e de busca e apreensão, que foram decretados e cumpridos nesta terça. Os autores responderão por homicídio doloso, quando se assume a intenção de matar.

[ad_2]

Fonte: G1