Prefeitura anuncia construção de casas para moradores afetados pelo avanço do mar em São João da Barra, no RJ | Norte Fluminense

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

A Prefeitura de São João da Barra, no Norte Fluminense, anunciou a construção de casas populares para o moradores afetados pelo avanço do mar na Praia de Atafona. Pelo menos 40 casas estão em risco.

De acordo com o município, um projeto de Lei também será enviado à Câmara solicitando a autorização do pagamento de um salário mínimo mensal a cada família afetada. O auxílio será destinado ao pagamento de aluguel e demais despesas das famílias até que as casas sejam construídas e entregues. O prazo é de um ano e meio.

Segundo um levantamento da Prefeitura, 37 famílias que vivem na localidade terão direito ao auxílio.

O avanço do mar aconteceu novamente na quinta-feira (2) e a água chegou a entrar em algumas residências. Moradores passaram a noite de quinta e a manhã de sexta-feira (03) tentando salvar móveis e pertences depois que a água chegou às casas.

Carro foi amarrado em árvore para não ser levado pela correnteza na Praia de Atafona, em São João da Barra — Foto: João Vitor Brum/Inter TV

Ninguém ficou desalojado ou desabrigado, apesar disso, a Escola Municipal Dionélia Gonçalves dos Santos foi colocada à disposição dos moradores, para que eles deixem a área de risco. Caminhões e funcionários irão ajudar na mudança.

“Apesar de a Prefeitura dispor de áreas em outras localidades, vamos buscar uma área em Atafona para a construção das casas, de forma que as famílias possam ser mantidas dentro do contexto social a que estão acostumadas. Nossa preocupação com a segurança das pessoas é imensa em decorrência da alta da maré e esperamos proteger as famílias com a oferta do auxílio e com as casas populares que vamos construir”, disse a prefeita, Carla Machado.

De acordo com o município, já existe um programa de aluguel social para as famílias do local, mas muitos continuam nas casas. Outros também já recebem o Cartão Cidadão no valor de R$ 300,00 e as que ainda não estão no programa serão incluídas.

A previsão é que a maré continue subindo ate a segunda-feira (06).

[ad_2]

Fonte: G1