Chelsea embarca para o Mundial com ataque pouco eficaz

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Por William Schomberg

LONDRES (Reuters) – O Chelsea está indo para Abu Dhabi para tentar se tornar campeão mundial, mas suas exibições de ataque, incluindo na vitória por 2 x 1 neste sábado na FA Cup contra o Plymouth Argyll, da terceira divisão, não foram nada promissoras.

Os campeões europeus tiveram que contar com os zagueiros Cesar Azpilicueta e Marcos Alonso para marcar contra o Plymouth, que abriu vantagem cedo por meio de Macaulay Gillesphey e não conseguiu converter um pênalti no final da prorrogação.

Os torcedores dos visitantes insultaram o Chelsea com gritos de “Campeões da Europa? Você está brincando”, enquanto os Blues lutavam para transformar a posse de bola em chances claras, um problema que os assolou durante grande parte da temporada .

Romelu Lukaku foi mantido sob controle pela defesa do Plymouth, enquanto o ala marroquino Hakim Ziyech e seu colega Callum Hudson-Odoi também tiveram poucas chances.

O placar de 1 a 1 aos 90 minutos foi familiar para os fiéis de Stamford Bridge, que viram os Blues empatar cinco dos últimos sete jogos em casa na Premier League.

O Chelsea trouxe outras contratações caras, incluindo Timo Werner e Kai Havertz, para tentar vencer a defesa rival, mas com pouco efeito. Apenas Mason Mount, da base, representou uma ameaça consistente antes de ser substituído na prorrogação.

O técnico do Chelsea, Thomas Tuchel, que estava ausente após testar positivo para a Covid-19, criticou seus atacantes durante a recente má forma dos Blues, que os fez desistir da disputa pelo título da Premier League.

Lukaku foi dispensado por um jogo após dizer que estava descontente com o sistema de Tuchel.

“Talvez seja um pouco difícil para ele agora marcar”, disse o assistente técnico do Chelsea, Arno Michels, a repórteres quando perguntado sobre as dificuldades de Lukaku.

“Ele tem tido um pouco de azar. Tentamos dar-lhe chances, vamos continuar assim”, disse Michels. “Ele também precisa de alguma confiança nos momentos em que não marca”.

O Chelsea marcou 48 gols na liga nesta temporada, 10 a menos que o Liverpool, que está um degrau acima deles em segundo lugar na tabela e fez dois jogos a menos que os Blues. Lukaku contribuiu com apenas cinco gols, um a menos que o pivô do meio-campo Jorginho e dois a menos que Mount.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI140A7-BASEIMAGE







[ad_2]

Fonte: Mix Vale