‘Eduardo e Mônica’: veja onde está casal que inspirou música de Renato Russo e filme | Distrito Federal

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

“Quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração.” Assim começa a história de “Eduardo e Mônica”, casal brasiliense eternizado na música de Renato Russo, e agora nas telas de cinema, por meio do filme de mesmo nome. A canção faz parte do imaginário da capital mas, o que muita gente não sabe, é que ela foi inspirada por um casal de amigos do artista.

Leonice e Fernando Coimbra conheceram Renato Russo na época em que ele fazia shows na Colina, espaço onde moram professores, alunos e estudantes da Universidade de Brasília (UnB). Juntos há 42 anos, eles hoje estão em momentos bem diferentes daqueles dos personagens na música: Fernando é embaixador do Brasil no México, onde o casal mora, e Leonice é artista plástica.

A vida real também tem outras diferenças da versão descrita na letra de Renato Russo. Ao invés de gêmeos, o casal teve apenas uma filha, que, apesar das discrepâncias, também encontra as semelhanças na realidade e na música: “Eu vejo um pouco de Eduardo e Mônica nos dois”, diz Nina Coimbra.

Nina Coimbra, filha de Leonice e Fernando Coimbra — Foto: TV Globo/Reprodução

“Poesia não é literal, né? Eu acho que ele [Renato Russo] criou um ambiente, uma cena, personagens que funcionaram e funcionam, né, obviamente, que a gente ama até hoje. A questão de eles serem diferentes e se amarem.”

Nina conta que descobriu que os pais inspiraram o casal eternizado na música durante a adolescência, após ler uma entrevista de Renato Russo, a quem chamava de tio.

Nina Coimbra e Renato Russo — Foto: Mila Petrillo/Arquivo pessoal

“Na época, a gente morava no Brasil e aí ele visitava a gente. Eu conto sempre que ele buscava a gente na escola, buscou algumas vezes, foi um alvoroço. Ele era fofinho, querido, tinha um jeitinho de falar querido com as pessoas que amava”, afirma.

“Ele era um amigo, acho que ele buscava essas amizades, como a amizade com os meus pais, para voltar para o que era importante para ele, para o que era real. Acho que ele tinha essa dificuldade em lidar com a fama”, continua.

Sextou com Márcia Witczak e a crônica de Liliane Cardoso

Sextou com Márcia Witczak e a crônica de Liliane Cardoso

Nina diz que ainda não assistiu o filme baseado na música, dirigido por René Sampaio e estrelado por Alice Braga e Gabriel Leone. No entanto, ela conta que participou de duas cenas, uma em exposição de arte e a outra na famosa “festa estranha, com gente esquisita”.

O longa estrou nas salas de cinema do país no dia 20 de janeiro, após adiamentos por conta da pandemia de Covid-19. Em entrevista ao g1, o diretor disse que o filme tem um sabor especial para os brasilienses.

"Eduardo e Mônica" estreia nos cinemas e emociona os brasilienses

“Eduardo e Mônica” estreia nos cinemas e emociona os brasilienses

“Acho que quem é do DF vai sentir um gostinho especial, porque o filme fala sobre a nossa capital. Quem é daqui, ama, vive e conhece uma cidade muito diferente da que é mostrada nos noticiários. Espero que essa Brasília pulsante emocione o público”, diz o cineasta.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

[ad_2]

Fonte: Pop & Arte