O rendimento médio do Brasil alcança o menor valor dos últimos 10 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Antes de tudo é importante destacar que a crise sofrida no País em razão da pandemia e todas as suas consequências é a origem da atual queda nos rendimentos do Brasil, que alcançou o menor número dos últimos 10 anos. O IBGE informou que o rendimento médio do Brasil caiu assustadoramente, batendo recorde em 2020, comparando com os números de 2012.

Os estudos apontam que uma redução dos rendimentos médios mensais das famílias brasileiras. O percentual, que antes (2019) eram de R$ 2.292,00, passaram a R$ 2.213,00 no ano passado, perfazendo uma queda de 3,4%, já abatendo a inflação.

Nesse trilhar, o instituto informa que mais de 8 milhões de brasileiros não possuíam renda formal em 2020. Também indica que as pessoas que possuíam rendimento oriundo de trabalho reduziram de 92,8 milhões (2019) para 84,7 milhões (2020).

Entretanto, o estudo também demonstra que a quantidade de pessoas que estavam recebendo outro tipo de rendimento aumentou. Os números passaram de 16,4 milhões para 30,2 milhões no mesmo período mencionado acima.

Percentuais relacionados ao tema

Ressalte-se que em razão da pandemia o número de aposentados e pensionistas reduziu cerca de 13% da população brasileira em 2019 para 12,4% em 2020. Isso equivale a uma redução de 27,4 milhões (2019) para 26,2 milhões (2020).

Ademais, existem o chamado “outros rendimentos” compostos por valores recebidos mediante programas assistenciais do governo e, em razão do auxílio emergencial aumentaram de forma relevante.

Em relação a esse grupo de pessoas, no período analisado, de 2019 para 2020, houve um aumento de 0,7% para 23,7, bem como as regiões nordeste e Norte foram as que mais tiverem crescimento, sendo de 0,8% para 34% e de 0,5% para 32,2%, respectivamente.

Esse número acentuado no Nordeste ocorre em razão do aumento de pessoas que recebem auxílios do governo e redução daqueles que trabalham.

Por fim, cumpre destacar que a região Nordeste foi a única do Brasil que regista trabalhadores com rendimentos inferiores ao das pessoas que recebiam rendimento de outras fontes, numa relação de 32,3% para 32,8%.

Assim, com base em todos esses números, é possível compreender os motivos pelos quais houve a redução do valor do rendimento médio do brasileiro nos últimos dez anos.

Gostou dessas dicas e quer ler mais conteúdos como esse? Acesse Escola Educação.



[ad_2]

Fonte: Fonte: R7