Veja dicas de como investir e não cair em uma roubada como os esquemas de pirâmide

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Reportagem do Fantástico deste domingo (13) mostra a história por trás do abandono de bezerros em uma fazenda em Cunha (SP); proprietários usavam os animais para fazer ofertas de investimento em gado nas redes sociais. Veja dicas de como investir e não cair em uma roubada como os esquemas de pirâmide
Neste domingo (13), o Fantástico mostra a história por trás do resgate de bezerros vítimas de maus-tratos em uma fazenda em Cunha, no interior de São Paulo. Segundo investigação, há indícios de que os proprietários do local estavam fazendo uma espécie de pirâmide financeira com os animais – fazendo ofertas de investimento em gado nas redes sociais – e os abandonaram depois que o esquema quebrou.
É cada vez mais comum que brasileiros invistam dinheiro por conta própria, mas é importante tomar cuidado para não cair em esquemas de pirâmide financeira como esses ou outros já mostrados pelo programa, como o de criptomoedas.
Quer investir? Veja as dicas de Tiago Reis, da Suno Research:
Atenção com promessas de dinheiro fácil. O maior investidor de todos os tempos, Warren Buffett, conseguiu um retorno médio de cerca de 20% ao ano em seus investimentos. Se a aplicação oferecida prometer taxas muito maiores que essas (ao ano), trata-se de algo muito suspeito. Retornos de dois dígitos (porcentualmente) já são difíceis de alcançar, dado o cenário de juros baixos nos mercados mundiais.
Cuidado com as taxas pagas nos investimentos, como taxas de administração e spreads. É preciso sempre esclarecer todos os custos embutidos nas operações. Se as taxas cobradas não estão claras o suficiente, é possível que haja cobranças ocultas. Altas taxas podem comprometer o retorno do investimento, por mais atrativo que ele pareça a princípio.
Desconfie da promessa de ficar rico rapidamente por meio de operações de curtíssimo prazo (day trade). Estudos feitos com dados de milhares de participantes do mercado financeiro mostram que apenas uma parcela muito pequena das pessoas que usam essa estratégia consegue ter lucros. E o número de pessoas que têm lucros significativos é menor ainda. Isso porque as oscilações no curto prazo no mercado dependem de uma infinidade de fatores, que são impossíveis de prever. Além do mais, há diversos operadores na Bolsa de Valores. Entre eles, investidores profissionais, com muito mais experiência e informação que pequenos investidores pessoa física.
Se você é iniciante, tenha cautela com investimentos com ativos conhecidos como “derivativos” e com aplicações em “opções”. Essas modalidades possibilitam movimentar grandes quantidades de dinheiro com poucos recursos disponíveis (alavancagem) e, por isso, são usadas por investidores que optam por uma quantidade de risco mais elevada. Mas são operações altamente complexas, destinadas a profissionais. Uma regra prática: se você não sabe o que é, por exemplo, Black-Scholes, fique longe de derivativos.
Observe as estratégias dos investidores consagrados. Geralmente, os investidores de maior sucesso no mercado financeiro construíram seu patrimônio ao longo de décadas, não de poucos meses ou semanas. Essa abordagem, com certeza, é menos atraente que a possibilidade de ficar rico “da noite para o dia” com operações “matadoras”. Mas a história dos grandes investidores mostra que é bem mais certo apostar na construção de riqueza no longo prazo.

[ad_2]

Fonte: G1