Preços do petróleo atingem novas máximas de 7 anos, têm 7ª semana de alta

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Por Stephanie Kelly e Marcy de Luna

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram para novas máximas de sete anos nesta sexta-feira, estendendo seu rali para uma sétima semana devido a preocupações contínuas sobre interrupções no fornecimento alimentadas pelo clima frio nos EUA e turbulência política contínua entre os principais produtores mundiais.

O petróleo Brent subiu 2,16 dólares, ou 2,4%, para 93,27 dólares por barril, tendo atingido seu nível mais alto desde outubro de 2014, em 93,70 dólares.

O petróleo nos EUA (WTI) encerrou com alta de 2,04 dólares, ou 2,3%, a 92,31 dólares por barril, após ser negociado a 93,17 dólares, o maior nível desde setembro de 2014.

O Brent encerrou a semana com alta de 3,6%, enquanto o WTI registrou alta de 6,3% em seu rali mais longo desde outubro.

A alta do mercado acelerou nos últimos dois dias, com os compradores acumulando contratos de petróleo devido às expectativas de que os fornecedores mundiais continuarão lutando para atender à demanda.

Os números de empregos nos EUA foram surpreendentemente fortes em janeiro, apesar da presença da variante do coronavírus Ômicron.

Os preços do petróleo, que já subiram cerca de 20% até agora este ano, devem ultrapassar 100 dólares por barril devido à forte demanda global, disseram estrategistas de mercado nesta semana.

Alguns, no entanto, veem riscos para o rali. O Citi Research disse que espera que o mercado de petróleo se torne superavitário já no próximo trimestre, freando o rali.

(Por Stephanie Kelly em Nova York e Marcy de Luna em Houston; reportagem adicional de Rowena Edwards em Londres e Roslan Khasawneh em Cingapura)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI13108-BASEIMAGE







[ad_2]

Fonte: Mix Vale