Petrobras conclui venda de ativos de E&P em Alagoas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

A Petrobras concluiu a venda de ativos de E&P em Alagoas, conforme documento encaminhado ao mercado.

De acordo com a petroleira, a adquirente é a empresa Origem Energia S.A (antiga Petro+), e a operação foi concluída com o pagamento de US$ 240 milhões para a Petrobras.

Também disse que o valor recebido no fechamento se soma ao montante de US$ 60 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de venda, totalizando US$ 300 milhões.

E acrescentou a presente divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018.

O Polo Alagoas compreende sete concessões de produção, seis terrestres (Anambé, Arapaçu, Cidade de São Miguel dos Campos, Furado, Pilar e São Miguel dos Campos) e a concessão do campo de Paru localizada em águas rasas, com lâmina d’água de 24 metros.

A produção média do polo em 2021 foi de 1,62 mil bpd de óleo e condensado e de 550 mil m³/d de gás gerando 0,81 mil bpd de LGN (líquidos de gás natural).

Além dos campos e suas instalações de produção, está incluída na transação a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) de Alagoas, cuja capacidade de processamento é de 2 milhões de m³/dia, sendo responsável pelo processamento de 100% do gás do polo e pela geração de LGN.

A petroleira está na bolsa brasileira (B3) sob o ticker PETR4.

[ad_2]

Fonte: R7