Mais de 104 mil crianças já foram vacinadas contra a Covid-19 no Piauí

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

O Piauí segue avançando na imunização de sua população contra a Covid-19.

Foi atingida a marca de 104 mil crianças de 05 a 11 anos vacinadas com a primeira dose nesta segunda-feira (14 de fevereiro).

A estimativa do Ministério da Saúde é vacinar 331.432 pessoas nessa faixa etária no estado.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, destaca que: “Seguimos firmes no nosso objetivo de ver todos os piauienses vacinados contra esse vírus tão letal. Hoje, alcançamos mais de cem mil crianças com a primeira dose e vamos trabalhar ainda mais com os municípios, para que mais pessoas do público infantil recebam seus imunizantes”.

Com o objetivo de vacinar 104.000 crianças de 5 a 11 anos, o Estado chega a 31,38% deste público.

Até a manhã desta segunda-feira (14 de fevereiro), o Piauí havia recebido 6.117.983 doses da vacina contra a Covid-19, a primeira dose de 87,41% de sua população e uma imunidade plena de 77,88%. 

O Piauí é o segundo estado que mais aplicou segunda dose no Brasil.

“Queremos reforçar mais uma vez aos pais e responsáveis que as vacinas são seguras e essenciais para o enfrentamento à doença e pedimos que levem suas crianças para tomar as doses. E reforçamos mais uma vez a necessidade de toda a nossa população acima de 12 anos completar seu ciclo de imunização com as duas doses e àqueles com mais de 18 anos, que ao completar 04 meses de sua segunda dose, procurem os postos de saúde para tomar a dose de reforço”, enfatiza o gestor.

No Brasil, são utilizados dois imunizantes para o público infantil. 

A Pfizer pediátrica, que pode ser aplicada em crianças de 05 a 11 anos, inclusive naquelas imunossuprimidas, com o intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda aplicação.

E a CoronaVac, que deve ser aplicada em pessoas de 06 a 17 anos, não podendo ser vacinadas pessoas dessa faixa etária que são imunossuprimidas. 

A dose de imunização é a mesma aplicada em adultos e tem o intervalo de 28 dias entre a primeira e a segunda dose.

[ad_2]

Fonte: Jornal Contábil