IPO do Nubank: veja perguntas e respostas | Negócios

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

As ações do banco digital Nubank começam a ser negociadas nesta quinta-feira (9) na Bolsa de Valores de Nova York, a Nyse. Com os papéis saindo a US$ 9 cada, o Nubank se tornou o banco listado em bolsa de valores mais valioso da América Latina, valendo US$ 41,5 bilhões (cerca de R$ 230 bilhões), à frente do Itaú Unibanco.

Veja abaixo perguntas e respostas sobre a estreia do banco na bolsa.

Logotipo do Nubank é fotografado na sede do banco, em São Paulo — Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Sigla para “inicial public offering (lançamento inicial de ações)”, o IPO é a ‘estreia’ de uma empresa na bolsa de valores. A empresa vende partes dela mesma a interessados, que passam a ser acionistas, ou donos de pequenas partes da empresa.

Por que a empresa está fazendo o IPO?

Com o respaldo de grandes investidores, como a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, a Tencent Holdings e a Sequoia, entre outros, o Nubank planeja usar os recursos para capital de giro, despesas operacionais e de capital e também para aquisições.

Quais ações serão vendidas?

As ações vendidas são, na verdade, as da Nu Holding, empresa que administra o Nubank, além de outras empresas do grupo, incluindo operações no México e Colômbia.

Onde as ações serão vendidas?

Os papeis serão negociados na Bolsa de Valores de Nova York, a Nyse, cotados em dólares, a partir desta quinta-feira (9).

Por aqui, serão vendidos os chamados BDRs (sigla para Brazilian Depositary Receipts, ou recibos de ações). Esses papeis representam uma ação, ou fração de uma ação, negociada nos Estados Unidos.

Os BDRs serão negociados na bolsa brasileira, a B3, a partir de sexta-feira (10) – e os interessados nesses papeis poderão investir por meio das corretoras locais. O valor dos BDRs também varia como o das ações, por isso eles também são considerados investimentos de risco.

[ad_2]

Fonte:G1