El Salvador aproveita queda e compra Bitcoin, de novo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

O governo de El Salvador, primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal, aproveitou a queda deste sábado (4) para comprar mais bitcoins. A compra foi de 150 BTC (R$ 41 milhões) e agora o país possui 1.370 BTC no total, equivalente a 375,75 milhões de reais.

O mesmo movimento foi feito por alguns bilionários como Justin Sun, fundador da criptomoeda Tron (TRX) que também comprou 150 bitcoins após o ativo apresentar uma queda de mais de 20% nesta madrugada.

Embora esta atual correção possa significar a entrada de um mercado de baixa, quem ainda possui grande parte de suas reservas em moeda fiduciária pode aproveitar estas quedas para fazer preço médio. Afinal, isso pode ser apenas uma correção do atual mercado de alta.

Bitcoin em promoção

Para quem deseja acumular mais Bitcoin, um ativo escasso com limite de 21 milhões de unidades, quedas como a deste sábado (4) são uma ótima oportunidade para possuir um maior percentual da maior criptomoeda do mundo.

Sendo o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda de curso legal, El Salvador é um destes interessados em comprar BTC por um bom preço. Após ter comprado 100 BTC na última sexta-feira de novembro (26), o governo salvadorenho voltou as compras, desta vez adquirindo 150 BTC.

“El Salvador acabou de comprar a queda!
150 moedas a um preço médio de ~$48.670 dólares
#Bitcoin”

Além disso, o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, também comentou que ele perdeu a oportunidade de comprar BTC por um preço ainda menor devido a um atraso de 7 minutos.

Já está na hora de comprar ou vai cair mais?

Para quem ainda está com grande parte de suas reservas em moeda fiduciária, comprar estas quedas para fazer um bom preço médio é uma ótima oportunidade.

Este é caso de El Salvador que possui 3,3 bilhões de dólares, segundo o site Trading Economics. Com isso, podemos esperar que El Salvador continue comprando mais BTC a cada nova queda até que converta toda, ou boa parte, de sua reserva internacional.

Nos piores cenários, o BTC pode cair mais 38% até seu suporte mais forte na faixa dos 30 mil dólares. Já para os otimistas, o BTC pode subir 45% até seu topo de 69 mil dólares, atingido no mês passado. Em outras palavras, estamos no meio do caminho entre a entrada de um mercado de baixa ou a continuação do mercado de alta e ainda é cedo para saber como o BTC se comportará em 2022.



[ad_2]

Fonte: R7