Dólar abre em queda, negociado abaixo de R$ 5,20 | Economia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

O dólar abriu em queda nesta terça-feira (15), com os investidores monitorando sinais de alívio nas tensões entre Rússia e Ucrânia.

Às 9h02, a moeda norte-americana 0,42%, cotada a R$ 5,1968. Veja mais cotações.

Na segunda-feira, o dólar fechou em queda de 0,43%, a R$ 5,2186 – menor cotação desde 6 de setembro do ano passado (R$ 5,1764). Com o resultado, passou a acumular queda de 1,64% no mês e de 6,39% no ano.

Dólar comercial está em queda desde janeiro

Dólar comercial está em queda desde janeiro

Na cena internacional, a Rússia retirou de regiões de fronteira com a Ucrânia algumas das tropas que faziam exercícios militares e enviou os soldados de volta para suas bases. No entanto, não ficou imediatamente claro se era um sinal temporário de algum tipo de retração significativa.

Na agenda doméstica, o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) acelerou a alta a 1,98% em fevereiro, depois de ter avançado 1,79% no mês anterior, sob o peso de commodities e combustíveis no atacado.

Participantes do mercado tem atribuído a performance do real à percepção de que o Brasil está atrativo para novos fluxos de dinheiro estrangeiro, com o patamar elevado dos juros básicos aumentando a rentabilidade do mercado de renda fixa local.

Quanto mais fluxo estrangeiro novo para o mercado acionário local, maior a oferta de dólar e, portanto, mais pressão de baixa sobre a moeda norte-americana.

Os economistas do mercado financeiro elevaram pela quinta semana seguida a estimativa de inflação para 2022, que passou de 5,44% para 5,50%, segundo boletim Focus divulgado na segunda-feira pelo BC.

Os analistas também passaram a prever uma alta maior no juro básico da economia, a Selic, de 11,75% para 12,25% ao ano para o fim de 2022. Já estimativa para a taxa de câmbio no fim de 2022 recuou de R$ 5,60 para R$ 5,58. Para o fim de 2023, caiu de R$ 5,50 para R$ 5,45 por dólar.

[ad_2]

Fonte:G1