Atual campeão do UFC receberá metade do prêmio em Bitcoin

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Francis Ngannou, atual campeão dos pesos-pesados do Ultimate Fighting Championship (UFC), afirmou nesta terça-feira (18) que deseja receber metade do seu prêmio em Bitcoin.

Sua luta acontecerá no próximo sábado (22) durante o UFC 270 contra Ciryl Gane e será a principal do evento. Antes disso, quem assistir poderá acompanhar as lutas de seis brasileiros.

Além de atletas, as criptomoedas já estão sendo usadas por clubes e eventos. Algumas equipes como o PSV mantém BTC em caixa, já outros estão indo além e lançando seus próprios tokens para ajudar com os gastos do clube.

Bitcoin é o futuro do dinheiro, diz campeão do UFC

Com uma parceria com o Cash App, desenvolvido pela Block de Jack Dorsey, Francis Ngannou afirmou que pretende receber metade de seu prêmio em bitcoin. Além disso, ele também afirmou que doará 300 mil dólares em BTC para torná-lo mais acessível.

No vídeo promocional, Ngannou, atual campeão dos pesos-pesados do UFC, afirma que estudou bastante sobre o Bitcoin e acredita em seu potencial, bem como afirma que o BTC pode emponderar as pessoas em qualquer lugar do mundo.

“Após pesquisar muito sobre o Bitcoin, eu realmente acredito que ele seja o futuro do dinheiro, cara. Bitcoin é valioso, seguro, ninguém pode mexer com ele.”

Além de ter sido a maior proteção contra a inflação em 2021, também é válido lembrar que com o Bitcoin você torna-se o seu próprio banco, ou seja, é um ativo livre que provou seu valor em seus treze anos de história.

Dito isso, não podemos discordar de Ngannou, atual campeão dos pesos-pesados do UFC. Todavia, esperamos que ele considere receber 100% de seu prêmio em BTC na próxima luta.

Bitcoin no mundo dos esportes

A crescente popularização do Bitcoin nos últimos tempos também pode ser vista através dos esportes. Além de Ngannou, outros atletas como Russell Okung, jogador da NFL, também estão recebendo em BTC.

Além de atletas, os provedores de serviços ligados as criptomoedas também estão marcando presença. Como exemplo temos a parceria entre a Crypto.com e o próprio UFC, bem como a Binance patrocinando o Paulistão 2022.

Por fim, o uso da tecnologia blockchain por equipes de futebol também está chamando a atenção tanto dos dirigentes quanto dos fãs. No Brasil, ao menos 8 clubes já possuem seus fan tokens, e o Vasco será o próximo a entrar nesta tendência



[ad_2]

Fonte: R7