Toyota SW4 GR-S chega ao Brasil por R$ 415.790 sem motor exclusivo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Aos poucos a Toyota está expandindo a sua linha de esportivos Gazoo Racing no Brasil. Ainda que não tenhamos, por enquanto, um modelo GR esportivo de fato, os esportivados GR-S começam a ser mostrados em aplicações diferentes. Prova disso é o lançamento do inédito SW4 GR-S no Brasil.

Partindo de R$ 415.790, o SW4 GR-S custa R$ 9 mil a mais que o Diamond, antes topo de linha. Aliás, o modelo esportivo traz diversos elementos compartilhados e até então exclusivos do SW4 Diamond. A dianteira tem faróis e para-choque totalmente diferentes do restante das versões do SUV da Hilux. O para-choque traseiro também é modificado.

Falando especificamente do GR-S em relação ao Diamond, o modelo esportivo tem emblema Gazoo na parte inferior da grade frontal e um friso adicional na cor da carroceria na região das luzes de neblina. As rodas de liga-leve de 18 polegadas são exclusivas do novo modelo. Já na traseira, o SW4 GR-Sport tem aerofólio e difusor aerodinâmico no para-choque.

Toyota SW4 GR-S [divulgação]
Toyota SW4 GR-S [divulgação]

A cabine também passou por mudanças. O volante e o painel recebem revestimento em couro com costuras vermelhas. O acabamento também é replicado no puxador do freio de mão, bancos e portas. Por falar nos bancos, a parte interna é em suede, enquanto as laterais recebem couro. As pedaleiras são de alumínio e há emblema GR no volante.

Equipado e turbinado

Recheado de itens de série, o Toyota SW4 GR-S é equipado com itens como porta-malas com abertura elétrica, carregamento de celular sem fio, ar-condicionado digital de duas zonas, alerta de ponto cego, central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay, piloto automático adaptativo, alerta de mudança de faixa e sete airbags.

Toyota SW4 GR-S [divulgação]

Na mecânica, o SUV esportivado da Toyota recebeu somente mudança na suspensão. O SW4 GR-Sport tem suspensão com amortecedores monotubo. Segundo a marca, eles são mais firmes e permitem menos rolagem de carroceria, deixando a direção mais direta e progressiva.

O motor, no entanto, não foi modificado. É o mesmo 2.8 turbo diesel quatro cilindros de 204 cv e 50,9 kgfm de torque visto em todas as versões do SW4 e da Hilux. A transmissão automática de seis marchas também não foi alterada, assim como o sistema de tração nas quatro rodas.

>>Mazda e Toyota agora estão quites com lançamento do novo Yaris

>>Toyota trabalha em Corolla elétrico junto da BYD

>>Corolla Cross ganha versão de 200 cv com motor 2.0 híbrido

[ad_2]

Fonte: Revista Carro