Exeed, marca de luxo da CAOA Chery rival da BMW, não vem agora

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Antes da chegada da BYD, a primeira montadora chinesa que tinha intenção de brigar com BMW, Audi, Volvo e Mercedes-Benz no Brasil era a Exeed. Divisão de luxo da Chery era dada como certa pela CAOA, mas os planos mudaram. A marca ainda vem, mas não em 2022 como era cotado.

Márcio Alfonso, CEO da CAOA Chery afirmou que “é preciso primeiro explorar mais a Chery antes de trazer a Exeed”. E isso faz sentido, visto que a Exeed seria a quarta marca controlada pela CAOA no Brasil que, além da Chery ainda representa a Subaru (que está há muito tempo sem nenhuma novidade) e parte da Hyundai (também sem lançamentos recentes).

A prioridade do grupo, no entanto, segue na Chery como revelou o executivo. Com os novos modelos a serem lançados e a eletrificação de alguns já existentes, a CAOA Chery pretende chegar a 3% de mercado em 2022 e subir no ranking das marcas mais vendidas. A ideia é tomar o nono lugar da Nissan, no mínimo.

CAOA Chery
Exeed TLX [divulgação]

Com isso, a prioridade do grupo em termos financeiros e também de produto está na CAOA Chery. Especialmente porque o objetivo é chegar aos 60 mil carros ao ano, meta traçada por Márcio Alfonso. Implementar uma fabricante de luxo é bem mais complicado que uma generalista, pois exige concessionários mais bem localizados e prontos para clientes mais exigentes.

Como o ticket médio dos carros de luxo é bem mais alto, praticamente sempre acima dos R$ 200 mil, a CAOA terá que ter cuidado extra com os modelos da Exeed. Especialmente na tentativa de convencer os clientes de Audi, BMW, Mercedes-Benz e Volvo a comprar um carro de marca chinesa. Mesmo problema que enfrentará a BYD, mas com carros elétricos.

CAOA Chery
Exeed LX [divulgação]

O que há de certo é que a Exeed chega até, no máximo 2025. Até porque, a marca de luxo faz parte do aporte de R$ 1,5 bilhão que a CAOA fará no Brasil na fábrica de Anápolis, Goiás. Esse valor também será usado para fabricação de novos modelos da CAOA Chery e da Hyundai.

>>CAOA Chery produzirá carros híbridos no Brasil e promete mais em 2022

>>Chery Omoda 5 é o SUV já registrado pela CAOA no Brasil

>>CAOA Chery tira Arrizo 5 de linha e Tiggo 2 está na berlinda

[ad_2]

Fonte: Revista Carro