Detran-SP divulga as infrações mais cometidas em 2021; veja a lista

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

Foto: Reprodução/Site Governo do Estado de São Paulo

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) divulgou quais foram os tipos de multas mais aplicados em São Paulo ao longo de 2021.

Das 1.563.449 infrações registradas de janeiro a dezembro, deixar de transferir o veículo dentro do prazo de 30 dias está no topo das multas aplicadas, com 423.393 notificações, o que representa 27% do montante.

+ CNH vencida: grupo deve renovar o documento até o fim de janeiro; veja
+ Licenciamento 2022: Detran-SP divulga calendário e preço; veja
+ IPVA SP 2022: veja quando começa o vencimento do desconto de 5%

Transferência

Segundo o artigo 233 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) deixar de transferir o veículo dentro do prazo de 30 dias é uma infração média e que gera multa de R$ 130,16, podendo acarretar remoção do veículo ao pátio.

Sua obrigatoriedade está prevista no artigo 123 do CTB, que estabelece a necessidade de um novo Certificado de Registro do Veículo (CRV) em casos de transferência de propriedade ou de município/residência.

Ranking

Na sequência da lista aparece a multa por dirigir manuseando, segurando ou utilizando celular, com 165.170 infrações registradas (10,5% do total). Na terceira colocação, aparece conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado, com 139.327 (9% do total).

Completam as cinco infrações mais aplicadas pelo Detran-SP deixar de usar o cinto de segurança com 126.078 infrações (8%) e dirigir sem habilitação, com 123.407 multas registradas (7,8%).

Confira abaixo o ranking com as 10 infrações mais aplicadas pelo Detran-SP no ano passado:

Foto: Divulgação

Multas do Detran não são as mais comuns 

Vale destacar que o Detran-SP responde pela minoria das multas e, em geral, são autuações de caráter administrativo. O Departamento de Trânsito é responsável pela fiscalização de infrações relacionadas diretamente ao veículo e ao condutor, muitas delas dependendo, inclusive, de abordagem, como, por exemplo, falta de licenciamento, habilitação vencida e embriaguez ao volante.

As infrações mais comuns, como estacionamento irregular, avanço de sinal vermelho, excesso de velocidade, circulação de outros veículos em corredores exclusivos de ônibus e bicicletas e desrespeito ao rodízio de veículos (no caso da capital), são sempre registradas pelos órgãos de trânsito municipais.

Notificação de autuação

Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a partir da expedição da notificação de autuação, o prazo é de 30 dias para o cidadão apresentar a defesa prévia e indicação de condutor. E, após a notificação da penalidade, de 30 dias para interposição de recurso em 1ª instância na Jari (Junta Administrativa de Recurso de Infração) e em 2ª instância no Cetran-SP (Conselho Estadual de Trânsito de SP).

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Avaliação: a melhor versão do Jeep Commander
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ IPVA SP 2022: veja quando começa o vencimento do desconto de 5%
+ CNH vencida: veja o grupo que precisa renovar o documento em janeiro
+ Preço da gasolina aumenta e pode chegar a quase R$ 8, diz ANP
+ Ram confirma a chegada do modelo 3500 ao Brasil
+ BMW coloca novo elétrico iX em pré-venda no Brasil; veja os detalhes
+ Ram lança linha 2022 das picapes 2500 e 1500; veja os preços
+ CNH: veja o que é necessário para renovar o documento
+ Monstruosa Ram TRX 6×6 está sendo leiloada
+ Nova placa preta é lançada oficialmente; veja quando entra em vigor



[ad_2]

Fonte: Motor Show