BMW entra para grupo que tem veículos com couro sustentável; entenda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

[ad_1]

As variantes de couro natural Castanea e Amido (foto) que estão atualmente disponíveis como opcionais no BMW iX já atendem às especificações do Leather Working Group Foto: Divulgação

O BMW Group tornou-se o segundo fabricante automotivo mundial a entrar no chamado Leather Working Group.

Trata-se de uma organização sem fins lucrativos e com muitos stakeholders com o objetivo de garantir padrões ambientais e sociais uniformes para as cadeias de fornecimento de couro em todo o mundo e certificar os fabricantes.

O Leather Working Group representa cerca de um quarto dos produtores de couro do mundo – de curtumes a indústrias e associações de processamento de couro a varejistas e compradores.

+ BMW iX esgota unidades de pré-venda em 12 horas no Brasil
+ BMW oferece IPVA grátis para o Série 3 até o final do mês
+ BMW realiza pegas virtuais em campeonato com modelos clássicos
+ BMW iX M60: novo elétrico tem 566 km de autonomia e 619 cv
+ BMW lança X4 M Sport produzido no Brasil; confira o preço e detalhes

“O couro ainda é uma demanda de nossos clientes – dependendo do modelo e da região – e é muito importante no segmento premium. Por isso, apoiar a produção e processamento sustentável de couro junto aos nossos fornecedores é uma prioridade para nós. Ao mesmo tempo, queremos que todos os nossos clientes em todo o mundo possam escolher o produto ideal, por isso também oferecemos opções sem couro de equipamentos para veículos”, enfatiza Nadine Philipp, head de sustentabilidade na cadeia de suprimentos da área de energia do BMW Group, em nota divulgada.

Qual o motivo de entrar no Leather Working Group?

Segundo o BMW Group, a decisão de ingressar no Leather Working Group está associada ao alinhamento de seus negócios, com foco em sustentabilidade e eficiência de recursos. Um dos objetivos do BMW Group é criar a cadeia de suprimentos mais sustentável em todo o setor automotivo. “O fornecimento de couro originado em instalações certificadas é um passo importante no caminho para alcançar esse objetivo ambicioso”, diz o grupo.

Materiais alternativos para os interiores dos veículos 

O BMW Group já compra todo o couro do BMW iX de um fabricante certificado. O couro natural utilizado é curtido num processo especialmente amigável ao ambiente que se baseia no extrato de folha de oliveira, afirma a montadora.

Além disso, o BMW Group oferece alternativas sem couro, incluindo opções têxteis como Alcantara e Sensatec. A empresa também realiza pesquisas com alternativas de couro eficientes em termos de recursos, como o Deserttex, que é produzido com fibras de cacto, e o Mirum à base de plantas, durável e reciclável, da startup Natural Fiber Welding, na qual a BMW i-Ventures adquiriu uma participação em 2021.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Avaliação: a melhor versão do Jeep Commander
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ IPVA SP 2022: veja quando começa o vencimento do desconto de 5%
+ CNH vencida: veja o grupo que precisa renovar o documento em janeiro
+ Preço da gasolina aumenta e pode chegar a quase R$ 8, diz ANP
+ Ram confirma a chegada do modelo 3500 ao Brasil
+ BMW coloca novo elétrico iX em pré-venda no Brasil; veja os detalhes
+ Ram lança linha 2022 das picapes 2500 e 1500; veja os preços
+ CNH: veja o que é necessário para renovar o documento
+ Monstruosa Ram TRX 6×6 está sendo leiloada
+ Nova placa preta é lançada oficialmente; veja quando entra em vigor



[ad_2]

Fonte: Motor Show